Última hora

Última hora

Presidente búlgaro vai ser escolhido em segunda volta graças à abstenção

Em leitura:

Presidente búlgaro vai ser escolhido em segunda volta graças à abstenção

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente búlgaro cessante, Georgi Parvanov, conseguiu uma confortável maioria de 60,8% nas eleições de Domingo. No entanto a fraca participação, inferior a 50%, obriga a uma segunda volta que terá lugar a 29 de Outubro. Parvanov anunciou uma “vitória convincente”, dada a grande diferença face ao principal adversário. O eleitorado búlgaro demonstrou uma clara preferência no candidato pró-europeu que luta por um segundo mandato de cinco anos e irá enfrentar o nacionalista Volen Sidérov que, nesta primeira fase conseguiu apenas, 22,5% dos votos.

Sidérov felicitou os eleitores que apostaram nele. Um resultado que considera ser o “despertar nacional dos búlgaros”. Sublinhou que se dirigiu contra a “classe política perniciosa” do país. O candidato populista, conhecido pela sua posição crítica da União europeia, prometeu em campanha organizar referendos sobre a participação de Sofia em organizações internacionais.

A ex-república soviética tornar-se-á num Estado-membro no dia 1 de Janeiro do próximo ano. Com 7,8 milhões de habitantes será o membro mais pobre da União. No entanto as perspectivas são animadoras. O país está a atrair níveis inesperados de investimento estrangeiro e o sector do turismo é cada vez mais prometedor.