Última hora

Última hora

Governo socialista alarga debate sobre a questão basca à Europa

Em leitura:

Governo socialista alarga debate sobre a questão basca à Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O grande tema da política nacional espanhola entra hoje na cena europeia com um debate no parlamento dos 25. O governo de José Luis Rodriguez Zapatero apresentou uma resolução ao parlamento, comprometendo assim a União Europeia nas delicadas negociações com o partido ilegalizado Batasuna.

O eurodeputado francês, Alain Lamassoure, acredita que numa questão como esta “só um voto unânime” terá “interesse”. No entanto o consenso é pouco provável uma vez que a oposição espanhola de direita promete apresentar ao parlamento um texto diferente, bastante menos conciliador que o dos socialistas.

A resolução do executivo resume-se a uma página de termos prudentes e consensuais destinados a recolher um maior apoio fora de fronteiras aos planos de paz com a ETA. Foi precisamente esta intenção que o presidente do grupo liberal no parlamento europeu, Graham Watson, denunciou. Watson pretende desviar o debate para as implicações europeias no processo.

Os independentistas do Batasuna não vêem com maus olhos a introdução da questão basca na agenda Europeia. Para a direcção do braço político da ETA o debate nas instâncias europeias surge como um reconhecimento internacional da particularidade basca e introduz a ideia de que a problemática não se reduz a um problema territorial espanhol, uma vez que implica um outro Estado, a França.

Por sua vez, o partido popular de Mariano Rajoy, recusa qualquer “internacionalização” daquilo que considera “o falso conflito entre a Espanha e o país basco”. A oposição popular rejeita com firmeza alterações à política antiterrorista espanhola.