Última hora

Última hora

Búlgaros elegem chefe de Estado

Em leitura:

Búlgaros elegem chefe de Estado

Tamanho do texto Aa Aa

A Búlgaria vive este domingo a segunda volta das eleições presidenciais. No primeiro escrutínio apenas 40 por cento dos quase seis milhões e meio de eleitores inscritos exerceram o direito de voto. Esta situação obrigou o chefe de Estado Gueorgui Parvanov a enfrentar as urnas uma segunda vez apesar de ter conquistado 64 por cento dos votos expressos. O antigo líder socialista tem praticamente assegurada a reeleição e vai presidir os destinos do país no dia 1 de Janeiro, data da adesão da Bulgária à União Europeia.

Face ao candidato pró-europeu encontra-se Volén Siderov, o dirigente populista e ultra-nacionalista do partido Ataka. A única questão deste sufrágio reside no resultado que o candidato radical vai alcançar e assim medir o impacto das ideias xenófobas no país.

Esta segunda volta deve contar com uma participação inferior a 40 por cento. Os eleitores búlgaros estão desiludidos uma vez que o poder de compra actual é inferior ao registado antes da queda do comunismo em 1989.