Última hora

Última hora

Primeira vítima grave da violência urbana em França

Em leitura:

Primeira vítima grave da violência urbana em França

Tamanho do texto Aa Aa

Em Marselha, uma mulher de 26 anos ficou gravemente queimada depois do autocarro em que seguia ter sido incendiado por jovens encapuçados. A vítima está entre a vida e a morte, com 60% do corpo queimado. Desde há uma semana, pelo menos sete autocarros foram queimados nos arredores das grandes cidades, seis deles em Paris.

Na madrugada de sábado, registaram-se alguns incidentes entre jovens e a polícia, em Clichy Montfermeil. Os jovens atiraram pedras e cocktails molotov e incendiaram carros. Na sexta-feira, também nos arredores de Paris, em Blanc-Mesnil, vários índivíduos pegaram fogo a dois autocarros.

No mesmo dia, vários milhares de pessoas participaram numa marcha silenciosa em Clichy-Sous-Bois, onde há um ano morreram dois adolescentes electrocutados ao esconderem-se num posto transformador eléctrico quando fugiam da polícia. As mortes desencadearam uma vaga de distúrbios em dezenas de bairros das principais cidades francesas.