Última hora

Última hora

Diplomacia mundial activa-se em prol das baleias

Em leitura:

Diplomacia mundial activa-se em prol das baleias

Tamanho do texto Aa Aa

Os representantes de 25 países do mundo decidiram fazer um apelo conjunto à Islândia, para que volte atrás na decisão de autorizar a caça à baleia para fins comerciais.

No passado dia 17, Reiquiavique anunciou a retoma da caça aos cetáceos, após 20 anos de interrupção. O governo islandês garante, contudo, que não serão capturados animais de espécies em perigo.

Estas garantias não satisfazem a comunidade internacional. Quinze Estados membros da União Europeia – Portugal incluído -, e mais dez países – como o Brasil, a África do Sul ou a Nova Zelândia, por exemplo -, apoiados pela Comissão Europeia, decidiram juntar esforços para pressionar Reiquiavique para que ponha fim, novamente, a esta actividade.

Até aqui, apenas a Noruega caçava baleias para fins comerciais. O Japão, que também captura os cetáceos, garante que o faz para fins puramente científicos.