Última hora

Última hora

Alemães e checos recusam aumento de impostos sobre a cerveja

Em leitura:

Alemães e checos recusam aumento de impostos sobre a cerveja

Tamanho do texto Aa Aa

Nem pensar em aumentar os impostos sobre a cerveja. O finca-pé é feito pelos ministros das Finanças da Alemanha e da República Checa, que estão dispostos a votar contra a proposta da Comissão Europeia, de um aumento de 31% no imposto sobre a cerveja e as bebidas espirituosas. Uma medida que precisa da unanimidade dos Vinte e Cinco para ser aprovada. A Alemanha é o terceiro produtor mundial de cerveja. Na Europa, a produção desta bebida é responsável por dois milhões e 600 mil empregos directos ou indirectos.

A Comissão defende que o aumento do imposto visa reduzir o alcoolismo na Europa, mas a República Checa rejeita este argumento. Bruxelas não propõe um aumento de impostos sobre o vinho, contrapõe o ministro, que diz mesmo que a proposta do executivo visa favorecer a posição do vinho no mercado. Mais ainda do que os alemães, são os checos os maiores consumidores de cerveja do mundo: 160 litros por ano e por pessoa.