Última hora

Última hora

Mais 56 cadáveres com sinais de tortura descobertos perto de Bagdade

Em leitura:

Mais 56 cadáveres com sinais de tortura descobertos perto de Bagdade

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia iraquiana descobriu pelo menos 56 cadáveres nos arredores da capital. Os corpos apresentam sinais de tortura e as autoridades calculam que sejam vítimas de esquadrões da morte. O certo é que de concreto a polícia pouco sabe. Tal como das outras vezes em que são descobertos cadáveres, os indícios são insuficientes para conseguir encontrar responsáveis.

Os 56 corpos agora encontrados foram enterrados esta sexta-feira na cidade xiita de Kerbala. Não há sinais de acalmia no Iraque, principalmente numa altura em que se aproxima o veredicto do antigo ditador e dos sete colaboradores, acusados da autoria do massacre de centenas de xiitas em 1982.

O destino de Saddam Hussein pode ser conhecido no domingo. O ex-presidente, se for considerado culpado, pode ter de cumprir ou prisão perpétua ou então pode ser condenado à pena capital por enforcamento. O advogado de defesa de Saddam Hussein diz que “se o ex-ditador foi condenado â pena capital, o inferno vai tombar sobre o Iraque e seus vizinhos”.

De qualquer forma, seja qual for o veredicto, logo depois será accionado um mecanismo automático de recurso que poderá prolongar por mais um mês a decisão sobre o veredicto final. John Negroponte, director dos serviços norte-americanos de inteligência, fez uma visita surpresa ao Iraque, esteve com o primeiro-ministro iraquiano com quem terá discutido novas formas de conter a violência no país. Esta quinta-feira, morreram mais sete soldados norte-americanos em vários ataques por todo o território em Bagdade e na província ocidental de Anbar.