Última hora

Última hora

Iraque e economia no centro da campanha norte-americana

Em leitura:

Iraque e economia no centro da campanha norte-americana

Tamanho do texto Aa Aa

O Iraque e a economia são os temas quentes na campanha eleitoral norte-americana, a dois dias das eleições intercalares para o Congresso dos Estados Unidos. No Colorado, George W. Bush apoiou-se na descida da taxa de desemprego para afirmar que a economia se encontra “fortalecida” pela liderança republicana.

O presidente norte-americano acusou os democratas de pretenderem sair do Iraque “antes do trabalho estar terminado”. Bush diz que não se trata de “não serem patriotas”, mas de “estarem simplesmente errados”. Os democratas estão confiantes na conquista do controlo do Congresso, há vários anos sob mando republicano.

Em Detroit, o ex-presidente Bill Clinton defendeu que “por toda a América, os democratas tornaram-se no partido progressivo e ao mesmo tempo conservador”. Clinton disse que “quem for conservador em relação ao orçamento, quem acreditar no Estado de direito, quem quiser conservar os recursos naturais norte-americanos e o bem-estar dos seus compatriotas em uniforme, tem de ser democrata”. Nestas eleições estão em jogo os 435 assentos da Câmara dos Representantes, um terço dos lugares no Senado e 36 postos de governadores.