Última hora

Última hora

Teerão admite diálogo directo com Washington sobre o Iraque

Em leitura:

Teerão admite diálogo directo com Washington sobre o Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão mostrou-se hoje disposto a considerar conversações directas com os Estados Unidos acerca da segurança no Iraque, se Washington efectuar um pedido oficial. Mas a Casa Branca acusa Teerão de apoiar a insurgência iraquiana e incentivar os diferendos sectários.

Ontem, o Irão disse ter testado com sucesso novas armas anti-tanque e antiaéreas. As manobras militares, que ocorrem desde quinta-feira e envolvem mísseis balísticos, pretendem mostrar a capacidade do país para se defender de “ameaças externas”.

Nas Nações Unidas, o dossiê nuclear iraniano continua na ordem do dia. Os países ocidentais querem a aplicação de sanções a Teerão, mas enfrentam as reticências chinesas e russas. Moscovo pretende alterações à resolução da ONU, nomeadamente que as medidas a aplicar “tenham um prazo de acção limitado”.

O Irão continua a defender o direito soberano ao nuclear e aproveitou para reafirmá-lo no sábado, durante uma manifestação junto à antiga embaixada norte-americana em Teerão na qual milhares de iranianos comemoraram a revolução islâmica de 1979.