Última hora

Em leitura:

Xiitas festejam, sunitas criticam sentença de Saddam


mundo

Xiitas festejam, sunitas criticam sentença de Saddam

As reacções à sentença de morte para Saddam são um reflexo do que é hoje o Iraque, um país extremamente dividido. Entre a satisfação e a revolta, opositores e apoiantes do antigo ditador assinalam à sua maneira o veredicto do tribunal. Do lado xiita, as expressões são de contentamento, nomeadamente em Dujail: “O enforcamento de Saddam, a morte do criminoso representa uma vitória para nós, para a nossa cidade mártir” “É claro que estou contente porque todos nós temos vítimas nas nossas famílias. Ele devia ser condenado 10 vezes”.

O mesmo sentimento presente também entre a população de Sadr City, outro feudo xiita. Todos consideram o veredicto justo, todos querem uma execução rápida para que o país possa voltar a página, mesmo se a Paz parece ainda uma miragem num Iraque mergulhado na guerra civil e profundamente dividido entre xiitas, sunitas e curdos.

Do lado sunita, perto de Tikrit, na região natal de Saddam Hussein, apoiantes do antigo presidente começaram a manifestar-se ainda antes de ser conhecida a sentença. Aqui o antigo ditador ainda é idolatrado pelo povo: “Todos nós queremos Saddam Hussein. Gostamos mesmo dele e sentimos a sua falta”, afirmava um dos populares. Sob o mote “Com o nosso sangue, com a nossa alma, sacrificamo-nos por ti, Saddam” centenas de homens, mulheres e crianças manifestaram o seu apoio ao homem que dirigiu com mão de ferro o Iraque durante mais de duas décadas.

Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Militantes do Hamas ameaçam com mais ataques de mísseis