Última hora

Última hora

Bombardeamento de Beit Haroun foi um "erro técnico"

Em leitura:

Bombardeamento de Beit Haroun foi um "erro técnico"

Tamanho do texto Aa Aa

Após a chuva de críticas aos bombardeamentos israelitas que mataram 18 civis na faixa de Gaza, o primeiro-ministro, Ehud Olmert, disse que o ataque da artilharia na manhã de ontem foi um “erro técnico”. Numa entrevista concedida em Telavive, Olmert surpreendeu ao admitir um regresso à mesa das negociações com o presidente da autoridade palestiniana, Mahmoud Abbas. “Estou preparado. Passo-lhe essa mensagem 20 vezes: estou pronto a qualquer hora e em qualquer lugar sem quaisquer condições. E ele vai ficar surpreendido quando perceber até que ponto estamos preparados para ir. Tenho muito para lhe oferecer”.

Os acontecimentos de Beit Hanoun aproximaram os líderes palestinianos, que se encontraram hoje. O moderado Abbas e o primeiro-ministro Ismail Haniyeh, do partido radical Hamas, têm estado em negociações para a criação de um governo de unidade nacional.

Hoje foi também o dia em que os palestinianos mostraram a sua dor nos funerais dos civis mortos nos bombardeamentos de ontem. Os corpos das vítimas, muitas das quais crianças, foram transportados por Beit Hanoun, envolvidos em bandeiras amarelas, símbolo do movimento Fatah do presidente da Autoridade Palestiniana.