Última hora

Última hora

Reino Unido alarma-se com a ameaça terrorista

Em leitura:

Reino Unido alarma-se com a ameaça terrorista

Tamanho do texto Aa Aa

Cerca de 200 grupos ou redes estão “activamente envolvidas” em actividades terroristas em território britânico. Revelações feitas pela directora do MI5 , Dame Eliza Manningham-Buller publicadas na imprensa.
Buller explica que os kamikazes são motivados pela interpretação da política Estrangeira britânica vista como anti muçulmana dada a implicação do país no Iraque e no Afeganistão. A responsável pelos serviços afirma ter conhecimento de cerca de 30 projectos todos com o objectivo de matar pessoas e debilitar a economia britânica.
A ameaça terrorista no Reino Unido “é muito re
al e agravou-se ao longo de um extenso período”, afirmou Tony Blair questionado pelos jornalistas na Nova Zelandia onde se encontra de visita. Blair sublinhou que as “medidas de segurança adaptadas” não serão suficientes face ao perigo.

“Há já vários anos que digo que a ameaça terrorista é real. Tem vindo a crescer de dia para dia, não apenas no nosso país, como também na India, em França, noutras partes do mundo. E acredito também que esta ameaça vai acompanhar toda uma geração”
A 07 de Julho de 2005, a rede de transportes de Londres foi alvo de um ataque terrorista por bombistas suicidas que provocou 52 mortos e mais de 770 feridos. Duas semanas depois, um ataque semelhante que visava três linhas do metropolitano de Londres e um autocarro falhou por as bombas não terem explodiram.
O governo Trabalhista continua a ser pressionado para abandonar o Iraque, tendo recentemente recebido mais um pedido formal por parte do partido Liberal Democrata, que quer ver as tropas
britânicas abandonarem o país, cumprindo um plano de abandono faseado.