Última hora

Última hora

88o aniversário do Armistício comemorado em toda a Europa

Em leitura:

88o aniversário do Armistício comemorado em toda a Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Milhões de pessoas celebraram em toda a Europa os 88 anos do armistício da Primeira Grande Guerra. Em Paris, Jacques Chirac presidiu às cerimónias que decorreram nos Campos Elíseos, junto ao Arco do Triunfo. Depois dos tiros de salva e da Marselhesa,, o hino nacional francês, o chefe de Estado depositou uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido, situado por debaixo do Arco do Triunfo.

Foi também a ocasião de Jacques Chirac cumprimentar um dos últimos quatro combatentes da Primeira Guerra, René Riffaud, de 107 anos, um dia depois da morte de outro antigo soldado. Maurice Floquet faleceu na sexta-feira com quase 112 anos. Outras cerimónias estavam previstas, segundo a EFE, em 36 mil localidades francesas.

Em Londres, às onze horas, um número indeterminado de pessas observaram dois minutos de silêncio em vários locais da capital britânica. O centro das homenagens foi em Trafalgar Square. As cerimónias assinalam não só o armistício mas também a morte dos soldados tanto na primeira guerra como nos conflitos em que a Grã-Bretanha se envolveu depois.

Os dois minutos de silêncio foram observados também pelos militares nos países onde estão estacionados soldados britânicos, ou seja, no Iraque, no Afeganistão, nos Balcãs e na Irlanda do Norte. As cerimónias continuam durante todo o dia de domingo, com presença de membros da família real.