Última hora

Última hora

Última homenagem a Bulent Ecevit

Em leitura:

Última homenagem a Bulent Ecevit

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de pessoas acompanham a cerimónia fúnebre do antigo primeiro-ministro turco, um cortejo que começou no Parlamento de Ancara e que termina na Grande Mesquita da cidade. O cortejo foi seguido pelas ruas, uma manifestação de apreço por uma das personalidades mais marcantes da vida política do país.As exéquias terminaram no cemitério de Ancara onde o corpo foi a enterrar.

Bulent Ecevit faleceu último domingo num hospital militar da cidade onde estava internado desde Maio Antigo político da esquerda nacionalista, cinco vezes primeiro-ministro, que se retirou há três anos e meio, sofreu a 19 de Maio uma hemorragia cerebral. Depois de ter sido operado, Ecevit esteve vários dias em coma acabando por morrer.

Chefe do Governo em 1999, ano da captura, no Quénia, do chefe rebelde curdo Abdullah Ocalan, o prestígio deste antigo jornalista nascido a 28 de Maio de 1925 no seio de uma família burguesa de Istambul sofreu um rude golpe com a crise económica que atingiu o país em 2000 e 2001. A sua longa carreira política de mais de 40 anos terminou com a derrota nas eleições legislativas de Novembro de 2002, quando o seu Partido Democrático de Esquerda perdeu todos os lugares no Parlamento.