Última hora

Última hora

Cimeira estuda aplicação do microcrédito no combate à pobreza mundial

Em leitura:

Cimeira estuda aplicação do microcrédito no combate à pobreza mundial

Tamanho do texto Aa Aa

A cidade de Halifax, no Canadá, acolhe até à próxima quarta-feira a Conferência Global sobre o Microcrédito. A cimeira conta com a participação de 2.000 delegados de mais de 100 países. A Rainha Sofia de Espanha marcou presença na cerimónia de inauguração, que teve como figura central Muhammad Yunus, o “pai” do microcrédito.

Natural do Bangladesh, o chamado “banqueiro dos pobres” e o seu Banco Grameen foram distinguidos em Outubro com o Prémio Nobel da Paz. O microcrédito – iniciativa criada por Yunus em 1976 – retirou milhões de pessoas de situações de pobreza extrema. Através de um pequeno empréstimo sem juros – em média 100 dólares – são dados aos mais pobres meios para desenvolverem um pequeno negócio.

Os participantes da conferência pretendem ajudar, até 2015, cerca de 175 milhões de pessoas, entre as populações mais pobres do Mundo. Segundo especialistas, entre 1 e 1,2 mil milhões de pessoas vivem actualmente com menos de um dólar por dia, sobretudo na Ásia.

No primeiro dia da Cimeira, o governo canadiano anunciou já uma ajuda de cerca de 30 milhões de euros.