Última hora

Última hora

Ségolène Royal apela à mobilização para defender uma França solidária nas presidenciais

Em leitura:

Ségolène Royal apela à mobilização para defender uma França solidária nas presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

União e mobilização, as palavras-chave do primeiro discurso oficial da candidata socialista às presidenciais de 2007. Ségolène Royal é a primeira mulher a representar o Partido Socialista na corrida ao Eliseu.

Em Melle, no seu bastião perto de Poitiers, declarou que tem consciência da responsabilidade de não desiludir. Um discurso centrado nos valores socialistas e que responde às críticas dos adversários sobre o que dizem ser os seus valores liberais.

A candidata presidencial socialista afirmou: “Dizem-nos que a mundialização desacredita a nação e que a aspiração crescente à autonomia individual se fará em detrimento do colectivo. Eu acredito no oposto. É a solidariedade colectiva que nos tornará mais fortes”.

Ségolène Royal é tida como a única capaz de fazer frente ao provável rival de direita, Nicolas Sarkozy.

Royal venceu logo na primeira volta as primárias do partido, com quase 61% dos votos. Os rivais internos, Dominique Strauss-Kahn e Laurent Fabius, conseguiram 20,83% e 18,54%, respectivamente.

A corrida presidencial de 2007 integra outras mulheres, entre elas, a eterna candidata Arlette Laguiller, da Luta operária, Marie-George Buffet, pelo comunistas, e Dominique Voynet, dos Verdes.