Última hora

Última hora

Israel prossegue com ofensiva e ignora resolução da ONU

Em leitura:

Israel prossegue com ofensiva e ignora resolução da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

Israel prossegue com os raides contra a Faixa de Gaza ignorando a resolução da ONU, aprovada contra a vontade dos Estados Unidos, que pede o fim das operações militares e a retirada das tropas do território palestiniano. Este sábado, os raides israelitas mataram pelo menos três palestinianos e feriram 30 outros. Activistas do Hamas envolveram-se em tiroteios com o Tsahal em Beit Lahiya, no norte da Faixa de Gaza, em Qalqiliya, na Cisjordânia, e foram destruídos vários edifícios do movimento radical.

A ofensiva e, sobretudo, a morte de civis em Beit Hanoun, na semana passada, conseguiram unir as facções palestinianas. Hamas e Fatah avançam com a formação de um governo de unidade nacional. O objectivo é pôr fim ao bloqueio económico internacional, o que criou uma grave crise humanitária e colocou os palestinianos à beira da guerra civil. Mas o Hamas rejeita reconhecer o Estado hebraico.

Face à grave situação, a Liga Árabe lança um apelo aos bancos para que transfiram o dinheiro que os países árabes doaram à Autoridade Palestiniana. Israel evoca o direito de se defender, mas para cerca de 200 pacifistas hebraicos, que se manifestaram este sábado em Erez, ponto de passagem entre Israel e Faixa de Gaza, a solução passa por um cessar-fogo e pela retoma das negociações.