Última hora

Última hora

Imigração: o tabu da campanha eleitoral holandesa

Em leitura:

Imigração: o tabu da campanha eleitoral holandesa

Tamanho do texto Aa Aa

O tema mais quente da campanha eleitoral para as eleições antecipadas do dia 22 do corrente na Holanda, não tem a ver com a escolha dos 150 deputados e senadores, mas com imigração. Mesmo os conservadores do partido do primeiro-ministro Jan Peter Balkenende e aliados, assim como os liberais e os trabalhistas da oposição, têm tentado trazer outros tópicos para os debates, mas ninguém consegue apagar o mal feito de início. A queda do Governo aconteceu na sequência de um tumultuoso debate sobre imigração, em Julho passado.

Geert Wilders, radical deputado de direita, diz mesmo que teme que o tsunami da islamização chegue à Europa e à Holanda. O Islão é uma religião violenta, o Corão é um texto violento, portanto deve-se deixar de abrir tanto as portas aqui na Holanda. Diz ainda que distingue a religião das pessoas, mas num Islão moderado ou europeu. Conclui que se deve investir em todos os muçulmanos já aculturados no país.

Declarações duras que, segundo as associações de imigrantes não se afastam assim tanto da linha seguida ultimamente pelos principais partidos. Nos últimos três anos, tanto o partido democrata-cristão, liderado pelo primeiro-ministro Balkenende,
como os conservadores liberais do VVD apresentaram vários projectos para endurecer as leis de pedido de asilo.

Agora, os imigrantes sentem-se abandonados, também pelo partido trabalhista, na oposição. O director do Centro de Estudos de Imigração do Mediterrâneo, Menhebi, acha que os políticos têm receio de perder o eleitorado e por isso seguiram, aceitaram da parte do parlamento muitas medidas discriminatória contra as populações de imigrantes no reino dos Países Baixos. Por isso as pessoas estão desiludidas, por não haver posições claras contra as medidas de expulsão, contra as medidas de segurança, contra as medidas que visam limitar o reagrupamento familiar. Em questões de imigração, a prova dos nove vai ser tirada nas eleições legislativas holandesas da próxima quarta-feira.