Última hora

Última hora

Nasrallah incita simpatizantes aos protestos para derrubar governo

Em leitura:

Nasrallah incita simpatizantes aos protestos para derrubar governo

Tamanho do texto Aa Aa

Intensifica-se a guerra de nervos no Líbano entre o executivo e o Hezbollah. Hassan Nasrallah, chefe supremo do movimento xiita libanês, incitou os simpatizantes para manifestações pacíficas que provoquem a queda do governo. Nasrallah considera que o executivo é orquestrado pelos Estados Unidos, através do embaixador norte-americano Jeffrey Feltman.

As divergências entre o Hezbollah e o executivo de Fouad Signiora acentuaram-se depois que o primeiro-ministro aceitou a formação de um tribunal da ONU para julgar o atentado contra o antigo chefe de governo Rafic Hariri, no qual estarão participado dirigentes sírios e libaneses próximos de Damasco.

Um deputado pró-governamental considera que “é legítimo as pessoas manifestarem-se, mas uma confrontação de forças nas ruas não seria positivo”.

O líder do movimento xiita anunciou que os protestos servem para derrubar o poder ou então realizar eleições antecipadas.

Um residente num subúrbio do sul de Beirute assegura que vai manifestar-se “até ao último minuto” para provocar a criação de um governo de unidade nacional.

Seis ministros pro-Síria abandonaram o executivo pró-ocidental na semana passada, exigem um governo com pelo menos oito ministros afectos a Damasco. O chefe do executivo recusa por agora nova remodelação.