Última hora

Última hora

Um milhão de muçulmanos turcos protestam contra visita papal

Em leitura:

Um milhão de muçulmanos turcos protestam contra visita papal

Tamanho do texto Aa Aa

Há muito tempo que não se viam tantos milhares de muçulmanos a protestarem contra a visita do Papa a um país. Na Turquia, a tensão aumenta a olhos vistos. O último protesto foi organizado pelo o Partido da Grande União, islamita e nacionalista, que não tem representantes no parlamento. A manifestação ocorre numa altura em que o Vaticano e as autoridades turcas anunciaram a visita do Santo Padre à Mesquita Azul, o templo muçulmano mais importante de Istambul.

Muitos turcos ainda não esqueceram a polémica criada por Bento XVI ao proferir palavras consideradas ofensivas para o Islão na visita à Alemanha. Os esclarecimentos adicionais do Vaticano e do próprio Papa não convenceram os muçulmanos mais radicais.

E alguns mais moderados, como o caso do primeiro-ministro Tayyip Erdogan, ainda não sabem o que fazer. O chefe de governo não confirmou se vai ou não receber Bento XVI.

O anuncio da deslocação do Santo Padre a Santa Sofia, uma antiga mesquita transformada em Museu, irritou ainda mais os nacionalistas que continuam a aconselhar o líder da comunidade católica a não pisar território turco.