Última hora

Última hora

Bento XVI enfrenta visita delicada

Em leitura:

Bento XVI enfrenta visita delicada

Tamanho do texto Aa Aa

Um dia antes do início da visita de Bento XVI à Turquia, os jornais locais reflectem o sentimento de grande parte da população e o complicado desafio que enfrenta o sumo pontífice. Com títulos como “Não é bem-vindo”, os diários turcos lembram que o país de maioria muçulmana não esqueceu as polémicas palavras do Papa sobre o Islão.

Um habitante da capital, Ancara, considera que Bento XVI foi “duro com os muçulmanos e que não é por eles” que visita a Turquia, mas sim “para provocar discussões”.

Um outro lembra que o país representa “o encontro de muitas civilizações” e por isso “a vinda do Papa é muito positiva”. Ontem, dezenas de milhar de turcos juntaram-se em Istambul para protestar contra a visita do Sumo Pontífice.

Em entrevista ao jornal Aksam, o principal dignitário religioso do país declarou que a vinda de Bento XVI “é apesar de tudo um bom passo” mas que não será suficiente para reparar o “rancor” dos muçulmanos. Ali Bardakoglu, director do departamento de assuntos religiosos do governo turco, foi uma das vozes mais críticas do polémico discurso do Papa em Ratisbona, na Alemanha, a 12 de Setembro.

Consciente da difícil etapa que enfrenta a partir de amanhã – rodeada das mais rigorosas medidas de segurança – Bento XVI proferiu já ontem no Vaticano palavras de estima e amizade em relação ao povo turco. O executivo de Recep Tayyip Erdogan tem mantido um baixo perfil em relação à visita mas o primeiro-ministro turco já confirmou que irá receber amanhã em Ancara o Sumo Pontífice.