Última hora

Última hora

Petróleo na mira do presidente auto-proclamado

Em leitura:

Petróleo na mira do presidente auto-proclamado

Tamanho do texto Aa Aa

Nova viragem à esquerda na América do Sul com a vitória de Rafael Correa no Equador. O candidato presidencial declarou-se vencedor do escrutínio de domingo depois das sondagens à boca das urnas anunciarem uma vantagem de 14 pontos sobre o adversário. Correa declara-se um humanista cristão de esquerda e promete renegociar os contratos com as companhias petrolíferas estrangeira.

No discurso de vitória, o candidato da esquerda nacionalista anti-americana e próxima do venezuelano Hugo Chávez declarou que “a verdadeira luta só agora começou”.

Correa pretende integrar o Equador num “eixo progressista” que, segundo ele, é formado pela Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Uruguai e Venezuela. O candidato derrotado, Alvaro Noboa, contesta a vitória do adversário e apela ao seus apoiantes para recorrerem à justiça e pedirem a “recontagem dos boletins de voto um por um”.

Mas muitos equatorianos afirmam que uma eventual vitória do candidato conservador conduziria o país à guerra civil. O Equador é quinto produtor de petróleo da América Latina.