Última hora

Última hora

Afeganistão e Balcãs protagonizam cimeira da NATO

Em leitura:

Afeganistão e Balcãs protagonizam cimeira da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

A NATO reforçou o compromisso com o Afeganistão e abriu as portas a vários países dos Balcãs. No final da Cimeira em Riga, na Letónia, os líderes dos 26 membros da Aliança Atlântica assumiram um reforço e maior flexibilidade da missão em território afegão. Vários países atenuaram as restrições ao movimento e funções das suas tropas, para além de oferecerem mais meios financeiros e materiais para a reconstrução e desenvolvimento do Afeganistão.

O secretário-geral da NATO foi encarregado de avançar propostas para um Grupo de Contacto internacional destinado a coordenar operações civis e militares no território. A primeira cimeira da Aliança numa antiga república soviética centrou-se também no alargamento e modernização da organização.

A NATO convidou a Sérvia, a Bósnia-Herzegovina e o Montenegro a unirem-se à Parceria para a Paz, um primeiro nível de cooperação com vista à futura adesão. A Aliança declarou ainda que a muito falada Força de Resposta Rápida está plenamente operacional; um contingente multinacional de 25 mil homens pronto a actuar num curto espaço de tempo em missões humanitárias e de combate.