Última hora

Última hora

Aviões da British Airways com traços de radioactividade

Em leitura:

Aviões da British Airways com traços de radioactividade

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo espião do KGB, Alexander Litvinienko, morreu por envenenamento com material radioactivo na semana passada mas as investigações prosseguem. Além de ter detectado radioactividade em 5 locais distintos de Londres, a Scotland Yard descobriu agora que dois aviões da British Airways estão contaminados, segundo a transportadora aérea, com um nível muito baixo de radiação.

Um terceiro avião está imobilizado no Aeroporto de Moscovo. Vai regressar a Londres para ser submetido a testes de especialistas. Em causa estão mais de 200 voos entre 25 de Outubro e 29 de Novembro. Aviões que fizeram escalas em vários aeroportos europeus.

Andrei Nekrosov, amigo do ex-espião russo que perdeu a vida, diz ser uma situação dramática mas que não está surpreendido. Confirma, que os amigos mais próximos de Alexander Litvinienko, acreditam que a sua morte tem alguma coisa a ver com a Rússia, Moscovo ou cidadãos russos.

Andrei Lugovoi, também antigo funcionário do KGB, que esteve num dos voos suspeitos entre Moscovo e Londres no início de Novembro, garante não estar implicado. Ao todo terão viajado nos aviões com traços de radioactividade mais de 33 mil passageiros, e cerca de três mil tripulantes. A transportadora assegura não haver perigos para a saúde, pois os níveis de radiação são muito baixos, no entanto está activamente a contactar os passageiros.