Última hora

Última hora

Airbus avança com A350

Em leitura:

Airbus avança com A350

Tamanho do texto Aa Aa

O A350-XWB vai avançar e deve ser lançado em 2013. A Airbus recebeu luz verde da casa-mãe, EADS, para o lançamento industrial do novo modelo. Depois de várias hesitações, causadas pela crise em que a construtora está mergulhada, a decisão foi de avançar com o modelo, para reforçar a competição com a rival norte-americana Boeing. Como explica o presidente da Airbus, Louis Gallois, “o lançamento de um novo produto é como conceber uma criança, e neste caso trata-se de várias crianças. O A350-XWB é, sobretudo, um símbolo do futuro”.

Este novo aparelho de médio porte tem um número de passageiros superior ao principal concorrente, o Boeing 787. Tal como acontece com o modelo da Boeing, também este aparelho tem uma autonomia de voo que ronda os 16 mil quilómetros. No entanto, a construtora norte-ameriocana leva um avanço considerável em termos de encomendas -432, contra 100 do modelo da Airbus.

Para poder lançar o novo aparelho, a Airbus precisa de fazer economias, o que implica prosseguir com o plano baptizado Power 8, que prevê vários milhares de despedimentos.

Apesar de tudo, os sindicatos defendem o lançamento do A350. Um dirigente sindical diz que “os accionistas têm que ganhar vantagem e têm de ser capazes de investir. Eles ganharam muito dinheiro nos últimos tempos, com todo o sucesso que tivémos, e temos que lançar este avião custe o que custar”. A Airbus parte em desvantagem em relaçãoà rival, uma vez que o 787, também chamado Dreamliner, deve ser lançado já em 2008.

O projecto do A350 custa dez mil milhões de euros. Parte desse dinheiro vai ser conseguida graças ao apoio dos Estados europeus parceiros da Airbus. A construtora não descarta a hipótese de fazer um aumento de capital. A Airbus enfrenta actualmente problemas financeiros, causados pelos atrasos no programa de entregas do A380.