Última hora

Última hora

Manifestante xiita morto nos protestos de Beirute homenageado por multidão

Em leitura:

Manifestante xiita morto nos protestos de Beirute homenageado por multidão

Tamanho do texto Aa Aa

O manifestante xiita que morreu no domingo nos incidentes em Beirute foi homenageado durante os protestos organizados pelo Hezbollah com o objectivo de derrubar o governo. A segurança foi reforçada em toda a capital, mas em particular nos bairros considerados problemáticos. Há registo de um pequeno incidente no bairro de Kaskás, de maioria muçulmana. Pelo menos quatro pessoas ficaram feridas num confronto entre elementos da oposição e partidários do governo libanês. A informação foi dada pela Rádio Voz do Líbano.

O executivo resiste como pode às ofensivas da oposição. O primeiro-ministro Fouad Siginiora teve direito a uma manifestação de apoio interno, vários líderes internacionais mostraram-se também preocupados com clima de tensão que se vive no país. Siniora diz que não é com números e manifestações que se consegue dialogar.

A crise política no país instalou-se depois da demissão de seis ministros, apoiados pelo Hezbollah. A partir daí, a organização radical, próxima da Síria, anunciou que vai fazer tudo para derrubar o executivo. Na base da ruptura, está a intenção por parte do governo de criar um tribunal especial para julgar o assassínio do ex-chefe do executivo Rafic Hariri, atribuído às autoridades sírias, próximas do Hezbollah libanês.