Última hora

Última hora

Liga Árabe pode ser a solução para a crise no Líbano

Em leitura:

Liga Árabe pode ser a solução para a crise no Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da Liga Árabe, Amr Moussa que se deslocou no domingo a Beirute disse no Cairo que as propostas que apresentou aos responsáveis políticos libaneses foram na generalidade bem aceites. Uma réstea de esperança para a evolução da crise política que já fez uma vítima mortal, um jovem de 21 anos morto em confrontos entre os opositores ao governo e as forças da ordem. A Liga Árabe pode estar a preparar a mediação do conflito.

É a quinta noite que milhares de manifestantes estão estacionados junto ao Grand Sérail, a sede do governo para exigirem a demissão do executivo liderado por Fuad Sioniora. A concentração começou na sexta-feira e todos os dias, o primeiro-ministro que está confinado ao edifício do governo com uma dezena dos seus ministros e vários apoiantes, afirma que não cederá à pressão da rua.

Siniora tem recebido apoio de governos de todo o mundo. Esta terça-feira, Jacques Chirac e Angela Merkel apelaram à Síria para não dar apoio a quem quer desestabilizar o Líbano. A manifestação para pressionar o governo à demissão é da iniciativa dos movimentos pró-sírios, os xiitas do hezbollah e conta com o apoio dos xiitas do Amal e dos cristãos maronitas. A tensão é muito forte em Beirute e ambas as partes temem que a situação fique fora de controlo e que o país esteja a arriscar uma guerra cívil