Última hora

Última hora

BCE sobe taxa directora para os 3,5%

Em leitura:

BCE sobe taxa directora para os 3,5%

Tamanho do texto Aa Aa

O Banco Central Europeu fez o que todos esperavam: a taxa de juro directora da Zona Euro é agora de 3,5%, depois da subida em 25 pontos de base anunciada esta quinta-feira.

O presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, deu a entender que poderia haver novas subidas no preço do dinheiro, ao longo do próximo ano. Em 2007, a taxa de referência pode chegar aos 4%.

Ao longo deste ano, os juros cresceram mais de um ponto percentual, com o BCE a aumentar a taxa de juro cinco vezes. O primeiro aumento foi feito em Março, para os 2,5%. Seguiram-se outras quatro subidas, todas de um quarto de ponto.

Trichet continua a justificar esta política com o combate à inflação: “A decisão de hoje vai contribuir para assegurar que as previsões de inflação, a médio e longo prazo, se mantêm ancoradas a níveis consistentes com a estabilidade dos preços. Depois do aumento de hoje, a nossa política monetária continua acomodativa, com as taxas de juro a níveis baixos”.

Ao mesmo tempo que anunciou esta decisão, Trichet apresentou também as novas previsões de crescimento económico para este ano e para o próximo, números que apontam para um forte avanço.

No que toca a este ano, o BCE é mais optimista que a OCDE e o FMI, ao prever um crescimento do PIB de 2,7%. Já para 2007 prevê-se um abrandamento. O PIB dos Doze deve crescer 2,2%, uma previsão igual à da OCDE. Segundo o FMI, o crescimento deve ser de 2%.

A inflação está abaixo do nível de 2% que o BCE estabeleceu como limite máximo. No entanto, Trichet prefere manter a vigilânicia e evitar uma nova subida dos preços. Alguns economistas temem que os juros demansiado altos possam funcionar como travão ao crescimento.