Última hora

Última hora

Nicósia recusa tentativa de Ancara de solução do problema cipriota

Em leitura:

Nicósia recusa tentativa de Ancara de solução do problema cipriota

Tamanho do texto Aa Aa

Chipre rejeita a proposta turca, de abrir um grande porto aos navios cipriotas. Assim reagiu Nicósia ao principal ponto da proposta de Ancara, apresentada à presidência finlandesa da União a uma semana da Cimeira Europeia, na qual os Vinte e Cinco iam analisar a proposta de Bruxelas de suspender alguns capítulos das negociações de adesão da Turquia. Numa correcção de rota, o governo turco propôs a abertura, aos cipriotas, de um porto e de um aeroporto, durante um período de 12 meses.

A presidência finlandesa da União tinha considerado que este é um passo positivo que pode mudar o rumo das negociações de adesão. Da mesma opinião é Comissão Europeia. Durão Barroso, saúda a proposta turca mas pede mais pormenores: “Espero que, em breve, tenhamos clarificações sobre o sentido exacto deste passo, agora anunciado pelo governo turco. Se este passo se confirmar, será, obviamente, muito importante para a implementação completa do protocolo de Ancara. Nesse sentido, felicito o governo turco por este passo.”

Um passo que tem, como contrapartida, a abertura ao tráfego e ao comércio internacional, do aeroporto de Ercan e do porto de Varosha, ambos situados na autoproclamada República Turca de Chipre do Norte, só reconhecida por Ancara. O governo turco pede também uma solução global para a questão cipriota, com base nas propostas da ONU para a reunificação da ilha. Reunificação que a parte cipriota grega bloqueou, ao dizer “não” em referendo.