Última hora

Última hora

Maré humana paralisa Beirute

Em leitura:

Maré humana paralisa Beirute

Tamanho do texto Aa Aa

Pode ser decisiva a grande manifestação da oposição libanesa contra o governo de Fouhad Siniora. Os simpatizantes das facções contestatárias responderam ao apelo do Hezbollah e compareceram em massa no centro da capital para participar naquele que pretende ser o maior protesto dos últimos 10 dias para pressionar a demissão do executivo.

Mas as formações pró-sírias prometem mais. Dizem que está prevista para amanhã uma paralisação total do país que consiste no bloqueio de aeroportos, vias de comunicação e não só. A oposição quer mostrar que está disposta a tudo para fazer cair o governo apoiado pelo ocidente. O mesmo executivo que Hassan Nasrallah recentemente acusou de ter arquitectado a sua própria invasão por Israel.

Num Estado ainda demasiado marcado por uma guerra civil de 15 anos que só terminou em 1990, o maior receio é que a tensão dos protestos degenere em confrontos sectários.

O chefe do executivo, preso há dez dias na sede governamental, admitiu hoje em conferência de imprensa que a democracia está em perigo, mas acredita que o país é suficientemente forte para aguentar o choque dos protestos.