Última hora

Última hora

Shell deixa controlo do projecto Sacalina-2 à Gazprom

Em leitura:

Shell deixa controlo do projecto Sacalina-2 à Gazprom

Tamanho do texto Aa Aa

A Shell vai ceder à Gazprom a liderança do projecto de exploração petrolífera na ilha de Sacalina, no extremo Oriente da Rússia. A gasolineira anglo-holandesa acertou os pormenores com o monopolista russo de distribuição de gás, depois de várias pressões do governo de Moscovo. O projecto Sacalina-2 sofreu vários adiamentos, com acusações de violação de normas ambientais. O presidene da Shell, Jeroen Van der Veer encontrou-se com o homem-forte da Gazprom, Alexei Miller, mas não se sabe pormenores do que foi discutido.

O projecto, orçado em 17 mil milhões de euros, prevê a construção de um terminal de gás natural liquefeito, no sul da ilha, com ligações para o resto do território, através de gasodutos e oleodutos.

A Gazprom passa a liderar o projecto onde, além da Shell, estão também as companhias japonesas Mitsui e Mitsubishi.

Os inimigos do Kremlin acusam o executivo de querer restringir a presença das petrolíferas estrangeiras no país, com todas as pressões e obstáculos que levaram ao adiamento do projecto e, agora, à desistência da Shell em tomar a dianteira.

Segundo um porta-voz da Gazprom, a Shell terá feito várias propostas, entre as quais reduzir a participação dos 55% para cerca de um quarto, e em troca receber activos numa importante exploração de gás no norte da Rússia.