Última hora

Última hora

Debate sobre a eutanásia relançado em Itália.

Em leitura:

Debate sobre a eutanásia relançado em Itália.

Tamanho do texto Aa Aa

O tribunal de Roma poderá decidir hoje sobre o caso de Piergiorgio Welby, cuja vida depende de uma máquina respiratória desde 1997. A polémica teve início em Setembro quando Welby escreveu uma carta aberta ao presidente Giorgio Napolitano, pedindo para que fossem desligados os aparelhos pelos quais respira. Na missiva referia-se também à posição rígida da igreja católica que defende a morte natural, perguntando o que existe de natural em estar ligado a um ventilador.

O italiano, que reclama o direito a morrer, recebeu ontem um apoio de peso quando a procuradoria deu ao caso um parecer favorável mas pouco firme, relembrando o direito arbitrário dos médicos nestes casos, o que significa que, ainda que o tribunal decida a favor de Welby, a palavra final caberá sempre ao médico responsável pelo doente.

A reacção do Vaticano foi imediata e na sua mensagem anual de paz considerou o aborto e a eutanásia “atentados à vida” humana.