Última hora

Última hora

Assassino em série matou já cinco prostitutas inglesas

Em leitura:

Assassino em série matou já cinco prostitutas inglesas

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia britânica, que investiga o assassinato de três prostitutas, encontrou mais dois corpos que, ao que tudo indica, são de Paula Clennell e Annette Nicolls. Antes, já tinham sido divulgadas as fotos das outras jovens assassinadas: Aneli Alderton, Gemma Adams, Tania Nicol. A televisão britânica ITN tinha entrevistado uma das prostitutas descoberta agora cadáver, para lhe perguntar, precisamente, se não tinha medo de andar na rua. “Mas o dinheiro…” respondeu Paula, de 24 anos, ela precisava de dinheiro.

Os dois corpos foram encontrados num raio de 90 metros numa zona rural perto de Nacton, no sudeste de Ipswich, onde no domingo passado tinha sido encontrado o terceiro . Os cinco cadáveres, foram descobertos num perímetro de alguns quilómetros quadrados, apenas. A polícia de Suffolk mobilizou uma centena de homens para os inquéritos que estão a ser levados a cabo por equipas distintas, mas em relação constante. Também tem recebido centenas de chamadas telefónicas e vai continuar a manter equipas de agentes nas zonas onde as prostitutas costumam estar à noite.
A polícia já não duvida que esteja a lidar com um criminoso em série.

O criminologista David Wilson vai mais longe e explica que há mesmo o perigo de que o assassino continue a matar para conseguir a satisfação. Ou ele a consegue ou pode mesmo sair daquele grupo-alvo de prostitutas e passar para outro tipo de mulheres. Os detectives avisam as prostitutas que, para estarem mesmo seguras, o melhor é não irem para as ruas enquanto o “serial killer” não for detido.