Última hora

Última hora

Escândalo financeiro na Siemens

Em leitura:

Escândalo financeiro na Siemens

Tamanho do texto Aa Aa

Sete anos de corrupção e caixas negras cujo valor ultrapassa já os 420 milhões de euros, é o pesadelo do grupo alemão Siemens e as surpresas não páram à medida que a investigação avança. Ontem foi detido preventivamente Thomas Ganswindt, o homem que dirigiu até Setembro a Divisão de Comunicação de onde terão sido desviados mais de 200 milhões de euros. Os investigadores suspeitam do envolvimento de uma dúzia de pessoas nesta fraude, actuais e antigos assalariados do grupo de Munique, que utilizaram estes fundos para pagar luvas contra a obtenção de contratos internacionais.

O escândalo está a ser investigado há um mês. Há inquéritos em curso na Alemanha, Suíça, Lichtenstein e Grécia. A Siemens já está a pagar os custos deste caso. Os lucros líquidos do exercício de 2005/2006 foram revistos em baixa. A Organização Transparência Internacional ameaça excluí-la da sua lista, o que pode dificultar a obtenção de futuros contratos internacionais.