Última hora

Última hora

Bush recusa tomar medidas precipitadas no Iraque

Em leitura:

Bush recusa tomar medidas precipitadas no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Contra todas expectativas, pelo menos as do povo americano, o presidente George W.Bush não anunciou uma nova política para o Iraque nem tão pouco apresentou um calendário de retirada militar. Segundo uma sondagem divulgada pelo Washington Post, a maioria dos americanos esperava antes do Natal o anuncio de uma retirada. Mas o chefe de Estado continua firme. George W. Bush lembra que nos últimos dias tem-se multiplicado em reuniões e consultas, situação que vai continuar. E por isso Bush recusa-se a tomar medidas precipitadas.

O chefe de Estado tem-se reunido com altos responsáveis curdos, sunitas e xiitas. O projecto do presidente é constituir um bloco moderado de gestão do território e também criar uma lei que regule a partilha de recursos petrolíferos. O relatório da Comissão Baker, dito independente, aconselhou uma mudança radical de política no Iraque, com uma retirada militar faseada no tempo e com datas fixas. (Mas é o presidente quem decide o que fazer. Por agora resiste à pressão dos democratas e do povo americano. No Iraque) o estalar de uma guerra civil está por um fio. A Arábia Saudita já disse que se assim for, vai financiar o povo sunita, minoritário no território.