Última hora

Última hora

Israel impede o regresso do chefe do governo palestiniano

Em leitura:

Israel impede o regresso do chefe do governo palestiniano

Tamanho do texto Aa Aa

Nova escalada de tensão entre Israel e a Autoridade Palestiniana, depois de as autoridades hebraicas terem impedido o regresso do primeiro-ministro palestiniano a Gaza. Apesar de nas últimas horas, Israel ter adoptado uma posição aparentemente mais flexível, dezenas de militantes do Hamas assaltaram o posto fronteiriço de Rafah e provocaram confrontos com a guarda presidencial de Mhoamud Abbas, que controla aquele ponto de passagem.

Mais tarde, o Governo de Isarel veio dizer que autorizava o regresso do primeiro-ministro, mas que a bagagem ficaria confiscada. A manifestação aconteceu pouco depois de o posto ter sido encerrado, por ordem do Ministério da Defesa de Israel, de modo a impedir o regresso de Ismail Haniyeh.

A porta-voz da Missão de Observadores da União Europeia em Rafah já confirmou os incidentes. Maria Telleria disse também que, como consequência do aumento da tensão, a Missão da União Europeia viu-se forçada a abandonar o local. A decisão de Israel de impedir o regresso do primeiro-ministro foi provocada por suspeitas de que Haniyeh se deslocou a diferentes países árabes, com a intenção de recolher fundos, para financiar as actividadesdo Hamas. A ordem de encerramento do posto de passagem foi dada expressamente pelo ministro da Dafesa de Israel, Amir Peretz.