Última hora

Última hora

A Bélgica acreditou na notícia fictícia

Em leitura:

A Bélgica acreditou na notícia fictícia

Tamanho do texto Aa Aa

Uma forma ortodoxa e controversa mas eficaz para lançar o debate sobre a divisão da Bélgica. A televisão estatal belga RTBF interrompeu a emissão regular para transmitir uma notícia fictícia, produzida ao detalhe, sobre a declaração unilateral da independência da Flandres. “Boa noite. O momento é grave. Desculpem esta interrupção. Fomos obrigados a isso vos apresentar uma página bastante especial do nosso telejornal. A Flandres vai proclamar unilateralmente a independência”, anunciou o jornalista do canal francófono.

Apesar de existirem sinais a indicar ser uma simulação, durante mais de uma hora o país assistiu incrédulo a reportagens, imagens de bandeiras flamengas hasteadas, engarrafamentos junto à nova fronteira e comentários de especialistas e políticos. O impacto foi de tal maneira que alguns representantes diplomáticos chegaram mesmo a contactar o primeiro-ministro Guy Verhofstad, para confirmar a notícia.

A direcção da RTBF declarou estar surpreendida com a emoção suscitada por uma emissão que acontece numa altura em que as forças políticas da Flandres mais nacionalistas dão sinais de crescerem na popularidade e, também, quando se avizinha o debate sobre uma eventual delegação de decisões legislativas para as regiões.