Última hora

Última hora

Comunidade internacional atenta às eleições locais iranianas para testar Ahjmadinejad

Em leitura:

Comunidade internacional atenta às eleições locais iranianas para testar Ahjmadinejad

Tamanho do texto Aa Aa

O ocidente está hoje de olhos postos no Irão. No quadro de uma crise crescente que opõe Teerão à comunidade internacional, os resultados do duplo escrutínio desta sexta-feira vão ser seguidos com atenção, já que esta é a primeira oportunidade para o ocidente avaliar a popularidade do presidente Mahmoud Ahmadinejad, desde a sua eleição em 2005.

O dossiê nuclear iraniano e as frequentes declarações contra o ocidente da parte do presidente têm alarmado a comunidade internacional, que veria com bons olhos uma perda de popularidade de Ahjmadinejad. Mas o controverso presidente mostrou-se confiante, sobretudo no voto da juventude.

Todos os olhos estão postos sobre os resultados do conselho municipal de Teerão, do qual já saíram chefes de Estado. Mas o grande rival de Ahjmadinejad , Mohammed Bagher Qualibaf, também pertence ao campo conservador. Os analistas avançam que os reformistas podem aproveitar esta divisão dos fundamentalistas para ganhar terreno nas municipais. Os iranianos não escolhem só os órgãos locais, mas também os 86 membros da Assembleia de Sábios, a câmara que supervisiona a actividade do Guia Supremo do Irão, com poderes até para demitir o líder máximo do país.

De menor importância é a escolha do novo corpo de clérigos que, segundo os analistas, pouco influenciará a liderança de Ali Khamenei. Seja qual for o resultado, a assembleia deverá continuar a ser um órgão dominado pelos conservadores, leais ao ayatollah.