Última hora

Última hora

Confrontos entre Fatah e Hamas após acusações de "tentativa de assassínio"

Em leitura:

Confrontos entre Fatah e Hamas após acusações de "tentativa de assassínio"

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a tensão em territórios palestinianos entre as facções que controlam o executivo e a presidência. Na Cisjordânia forças de segurança leais à Fatah do presidente Mahmoud Abbas entraram em confrontos com apoiantes do Hamas. Em Gaza também se registaram sinais de violência, mas entre civis. Os confrontos acontecem na sequência das acusações do movimento radical islâmico de que membros da Fatah estariam por trás de uma tentativa de assassínio do primeiro-ministro, Ismail Haniyeh.

Na noite passada um dos guarda-costas de Haniyeh foi morto e outras três pessoas próximas do primeiro-ministro ficaram feridas num ataque contra o grupo de membros leais ao Hamas que tentava passar o posto de Rafah para entrar na Faixa de Gaza. A Fatah rejeitou imediatamente todas as acusações.

Haniyeh foi ontem bloqueado no lado egípcio da fronteira, onde ficou oito horas até lhe ser permitido regressar a Gaza. Na origem esteve a proibição israelita de deixar entrar o primeiro-ministro que teria consigo milhões de dólares angariados num périplo por alguns países árabes. Jerusalém negou a passagem para impedir que o Hamas contornasse o bloqueio económico imposto pelo ocidente. Por agora mantém-se a incógnita sobre a formação de um governo de Unidade Nacional sobre a qual Hamas e Fatah não conseguem chegar a acordo.