Última hora

Última hora

Guerra aberta entre Hamas e Fatah

Em leitura:

Guerra aberta entre Hamas e Fatah

Tamanho do texto Aa Aa

Desde o início da manhã que o ciclo de ataques e retaliações entre milicianos do Hamas e do Fatah parece imparável. Em Gaza, dois tiros de morteiro atingiram a meio da tarde o edifício da Força 17, a guarda de elite do presidente Mahmoud Abbas. Quatro militares ficaram feridos. O edifício abriga também os escritórios do presidente na cidade.

O ataque parece ser uma retaliação directa à ocupação de dois ministérios do Hamas por parte de militares da Força 17, iniciada esta manhã. Os confrontos armados entre facções provocaram hoje dois mortos e dezenas de feridos. Para o ministro dos negócios estrangeiros do Hamas, Mahmoud Zahar a ocupação de dois ministérios em Gaza por forças leais ao Fatah constitui, “uma tentativa de golpe militar”. Zahar, que de manhã tinha sido alvo de um atentado falhado, ameaçou tomar “medidas fortes e legais” para pôr termo à ocupação.

Na Cisjordânia, um grupo ligado ao Hamas abriu fogo contra uma manifestação de apoio a Mahmoud Abbas em Naplus. Pelo menos três pessoas ficaram feridas no cortejo que reuniu mais de 100.000 militantes para apoiar a proposta de Abbas de convocar um sufrágio antecipado.