Última hora

Última hora

Acusação apresenta provas contra Saddam Hussein

Em leitura:

Acusação apresenta provas contra Saddam Hussein

Tamanho do texto Aa Aa

No reinício do segundo julgamento de Saddam Hussein, o ministério público apresentou aquilo que considera ser provas que incriminam o ex-dirigente iraquiano na utilização de armas químicas contra os curdos no Norte do Iraque. Os documentos pertenciam aos serviços de informação, à presidência e ao exército do antigo regime e, segundo a acusação, representam a cadeia de comando que as ordens de utilização de “armas especiais” seguiram.

Este é o segundo julgamento que Saddam Hussein enfrenta depois do antigo ditador ter já apresentado recurso da condenação à morte num primeiro processo.

Saddam Hussein, e seis co-acusados, entre eles o primo do ex-ditador, conhecido como Ali, o químico, são indiciados pela morte de mais de 100 mil curdos durante a denominada operação Anfal, nos anos 80.

No alegado genocídio terão sido usadas armas químicas, nomeadamente gás mostarda e gás Sarin.

A defesa alega que os curdos combatiam ao lado dos iranianos durante a guerra Irao-Iraque, entre 1980 e 1988.