Última hora

Última hora

Blair pede a Olmert para libertar prisioneiros e levantar bloqueio a palestinianos

Em leitura:

Blair pede a Olmert para libertar prisioneiros e levantar bloqueio a palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro britânico está no médio-oriente para apoiar o processo de paz com Israel, moribundo desde que o Hamas assumiu a liderança do executivo palestiniano. Tony Blair encontrou-se esta segunda-feira com o homólogo israelita a quem pediu para levantar o bloqueio aos palestinianos e ainda a libertação e prisioneiros. Só assim poderá depois avançar num solução a dois Estados, Israel e Palestina.

Ehud Olmert confirmou já a realização de encontros com os palestinianos nos próximos dias para discutir a questão dos prisioneiros.

Tony Blair disse: “Se a comunidade internacional quer realmente apoiar uma solução a dois Estados, que termine com o sofrimento das pessoas que são moderadas, agora é a altura de o fazer, é a altura de apoiar a decisão do presidente Abbas”.

O chefe de governo britânico esteve antes em Ramallah para reuniões com o líder da Autoridade Palestiniana Mahmoud Abbas.

Blair apoiou a iniciativa do presidente que pretende convocar eleições legislativas e presidenciais antecipadas.

O Hamas, no governo há nove meses, mostra-se hostil à realização de um novo sufrágio.

O cessar-fogo na região permanece oficialmente em Gaza, mas continuam os relatos de confrontos entre as duas facções. Mais um activista palestiniano do Fatah morreu num tiroteio.