Última hora

Última hora

Tiroteio entre Hamas e Fatah nas ruas de Gaza

Em leitura:

Tiroteio entre Hamas e Fatah nas ruas de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

As facções palestinianas não declaram morto o cessar-fogo, mas Hamas e Fatah não o respeitam, multiplicando esta manhã os confrontos armados nas ruas de Gaza. Os piores tiroteios registaram-se junto ao hospital de Shifa e à sede dos serviços secretos, força dependente do presidente Abbas. Os confrontos desta manhã fizeram pelo menos três mortos, entre elementos do Hamas e do Fatah, assim como dezena e meia de feridos, cinco deles crianças.

O cessar-fogo vigorou apenas ontem durante algumas horas. Hamas e Fatah multiplicaram os confrontos, raptos, acusações mútuas sobre o início dos tiroteios e explicações divergentes sobre a morte dos militantes. Esta é a pior onda de violência inter-palestiniana da última década. Desde sábado já se contam quase dez mortos e várias dezenas de feridos.

O primeiro-ministro Ismail Hanyieh reage hoje à decisão presidencial num discurso nacional, mas outras figuras do Hamas consideram que a decisão do presidente Abbas de convocar eleições antecipadas é um golpe contra o seu governo. O grupo radical ameaça boicotar o escrutínio.

O presidente palestiniano defende que as eleições permitirão pôr fim a meses de tensão, impasse político e bloqueio económico internacional.