Última hora

Última hora

Executivo espanhol não admite mas não desmente encontro com ETA

Em leitura:

Executivo espanhol não admite mas não desmente encontro com ETA

Tamanho do texto Aa Aa

O governo espanhol não confirma nem desmente a realização de um encontro entre membros do executivo e a ETA na passada quinta-feira. A notícia foi avançada logo pela manhã pelo jornal basco El Correo que assegura que o encontro teve lugar num país europeu e que teve em cima da mesa para discussão o processo de paz com a organização separatista.

Por volta do meio dia, menos uma hora em Lisboa, o ministro do Interior deu uma conferência de imprensa para fazer esclarecimentos. Mas de concreto pouco ou nada se sabe: “O processo de paz está numa fase preliminar e o governo não está nem menos nem mais pessimista do que há 15 dias. Estamos numa fase preliminar e tanto agora como no futuro vamos ser prudentes e discretos”.

Ainda segundo o ministro Alfredo Rubacalba, todos os avanços nas negociações têm de ser primeiro comunicados aos grupos parlamentares. Mas do lado do Partido Popular já veio a confirmação de que não recebeu qualquer dado novo sobre o dossiê, nem tão pouco indicações em relação ao encontro.

O mal estar instalou-se no executivo que não esperava a notícia do encontro na imprensa desta manhã.

Além disso, o Partido Popular considera que o cessar-fogo decretado em Março é uma farsa pois continua a haver registo de acções terroristas.

Este domingo em Bilbao um autocarro foi incendiado por um grupo de encapuzados, depois de terem dado ordens aos passageiros para deixarem o veículo.

O ministro do Interior disse em público, antes das informações sobre o alegado encontro, que deseja a participação do ilegalizado Batasuna nas próximas eleições, desde que o partido entre em conformidade com a lei.