Última hora

Última hora

Pilhagem de arte leva Roma a insurgir-se contra museu Getty

Em leitura:

Pilhagem de arte leva Roma a insurgir-se contra museu Getty

Tamanho do texto Aa Aa

Duas estátuas com mais de dois mil anos estão na origem de um contencioso entre Roma e o museu Paul Getty de Los Angeles. O executivo italiano reclamou inicialmente 46 obras de arte da colecção da instituição, que alegadamente terão sido saqueadas. As duas partes chegaram a acordo em Junho passado e o museu ficou de devolver 26 peças mas entretanto retractou-se em relação a duas obras. Antiguidades das quais Itália não está disposta a abdicar, como confirmou o ministro da cultura, Francesco Rutelli:

“Tínhamos demonstrado que estas obras tinham sido roubadas, traficadas, exportadas clandestinamente e depois adquiridas pelo museu. Após meses de negociações com muita paciência chegámos ao limite: as obras roubadas em Itália devem regressar a Itália”.

A instituição, que ganhou fama pelas formas pouco ortodoxas de aquisição de antiguidades, respondeu que as obras foram encontradas em águas internacionais. Mas Rutelli parece irredutível e ameaça cortar relações com o Getty que tem tentado apagar o seu estigma com a restituição de obras contestadas, como já aconteceu por parte da Grécia.