Última hora

Última hora

Primeiro-ministro francês passou dia a prestar declarações sobre caso Clearstream

Em leitura:

Primeiro-ministro francês passou dia a prestar declarações sobre caso Clearstream

Tamanho do texto Aa Aa

Um longo dia para Dominique de Villepin. O primeiro-ministro francês passou esta quinta-feira no pólo financeiro do tribunal de grande instância de Paris para ser ouvido como testemunha no caso Clearstream. A audição foi autorizada em conselho de ministros depois de Villepin ter manifestado vontade de prestar declarações. Já testemunharam também a ministra de Defesa Michèlle Alliot-Marie e o antigo primeiro-ministro Jean-Pierre Raffarin.

O chefe do governo sempre negou estar implicado no caso e de apenas ter cumprido o seu dever ao ordenar uma investigação. Na base de tudo está a divulgação de uma falsa lista de contas do organismo financeiro luxemburguês Clearstream de empresários e políticos que teriam beneficiado do pagamento de comissões na venda de fragatas francesas a Taiwan, em 1991.

Da lista constava o nome de Nicolas Sarkozy. O actual ministro do Interior acusou Villepin e pessoas próximas do presidente Jacques Chirac de organizarem uma campanha de difamação para prejudicar a sua candidatura à presidência.