Última hora

Última hora

Governo e PP em desacordo sobre a ETA

Em leitura:

Governo e PP em desacordo sobre a ETA

Tamanho do texto Aa Aa

O diálogo do governo espanhol com a ETA foi o assunto que levou o líder da oposição ao palácio da Moncloa esta sexta-feira. O primeiro-ministro Rodriguez Zapatero recebeu Mariano Rajoy durante hora e meia. Esta foi a primeira reunião entre o presidente do executivo socialista e o dirigente do Partido Popular desde Março, quando o movimento separatista basco anunciou um cessar-fogo permanente. A reunião serviu para reafirmar posições e ocorre três dias depois de ter sido noticiado um encontro entre representantes do executivo espanhol e dirigentes da ETA.

Mariano Rajoy considera que o movimento independentista não renunciou à violência e atacou o governo ao afirmar que não lhe tinham sido dadas nenhumas garantias. Nestas condições, enquanto durar a violência urbana, não devem existir contactos com a ETA, sublinhou. O líder do PP explicou igualmente que ninguém lhe confirmou a existência de uma reunião. A vice-primeira-ministra, Maria Teresa Fernandez de la Vega, respondeu a Rajoy afirmando que o governo age de acordo com a Lei.

De acordo com o El País, na semana passada decorreu um encontro, em local não indicado, entre intermediários do governo e dirigentes da ETA, nomeadamente o líder histórico Josu Ternera. A manutenção da trégua terá sido o principal tema das discussões. Novas reuniões poderão ocorrer nas próximas semanas. Apesar das informações na imprensa o exectivo de Madrid não confirmou o encontro.

Paralelamente, as formas de pressão continuam de parte a parte. O incêndio de um autocarro em San Sebastien por jovens independentistas, na quinta-feira, foi disso um exemplo.