Última hora

Última hora

Exército britânico arrasa esquadra em Bassorá

Em leitura:

Exército britânico arrasa esquadra em Bassorá

Tamanho do texto Aa Aa

Sete mortos é o resultado do ataque do exército britânico a uma esquadra de polícia em Bassorá, no Iraque, esta manhã. Segundo os oficiais, os polícias que ocupavam esta esquadra eram, na verdade, criminosos. Os responsáveis pela esquadra preparavam-se, alegadamente, para executar mais de 70 detidos sem culpa formada. Uma forma de justiça selvagem que se tornou prática comum desta unidade da polícia iraquiana.

Bassorá, a 550 km a Sul de Bagdade, é uma cidade ocupada pelas tropas do Reino Unido. A operação desta manhã foi uma acção de assalto, de grande envergadura, que envolveu cerca de mil soldados. Um monte de escombros é o que resta agora da sede da Unidade de Crimes Graves de Bassorá. Segundo os britânicos, esta unidade está pejada de radicais xiitas que se infiltraram nas forças da autoridade para poderem fazer execuções sumárias de sunitas.

As autoridades iraquianas lamentam o excesso no uso de força. Diz Ali Ibrahim, do Comité de Segurança de Bassorá: “É lamentável que as forças multi-nacionais tenham envolvido um número tão grande de soldados nesta operação, o que era desnecessário. Entraram neste edifício, onde havia prisioneiros, e reduziram-no a escombros”.

Na sequência do ataque e da destruição da esquadra, cerca de 60 prisioneiros foram transferidos para outras instalações, numa acção coordenada das autoridades iraquianas e da força multi-nacional.