Última hora

Última hora

Bielorrússia quer acordo até sábado sobre fornecimento de gás russo

Em leitura:

Bielorrússia quer acordo até sábado sobre fornecimento de gás russo

Tamanho do texto Aa Aa

A Bielorrússia tenta obter um acordo de última hora para evitar que a Rússia suspenda o fornecimento de gás ao país. Minsk enviou esta manhã uma delegação a Moscovo chefiada pelo vice-ministro da Energia, Edouard Tovpenets. As autoridades bielorrussas esperam poder chegar a um acordo até sábado.

Na próxima segunda-feira expira o ultimato feito pela empresa russa Gazprom de cortar todo o fornecimento caso Minsk não aceite um aumento do preço do gás para o próximo ano. Moscovo reclama um aumento de 46 para 105 dólares por cada mil metros cúbicos de gás.

Numa entrevista publicada hoje no diário francês Le Figaro,o vice-presidente da Gazprom fala de “negociações tensas” acusando a bielorrússia de fazer, “uma chantagem grotesca” ao ameaçar, por sua vez, interromper o fluxo de gás com destino à Europa.

Cinco por cento do gás russo vendido a países europeus como a Alemanha, Polónia e Aústria, transita pelos gasodutos bielorrussos. A Gazprom tinha aplicado aumentos similares a países como a Ucrânia ou a Geórgia, que ao contrário da Bielorrússia, não são aliados de Moscovo.