Última hora

Última hora

Último adeus ao rei da Soul

Em leitura:

Último adeus ao rei da Soul

Tamanho do texto Aa Aa

James Brown voltou a reunir milhares de fãs. Desta vez não foi em concerto mas no último adeus ao “rei da soul”. O bairro nova-iorquino de Harlem encheu-se ontem de admiradores daquele que foi um dos músicos mais influentes dos Estados Unidos nos anos 50. Depois do cortejo fúnebre pelas ruas de Harlem, o corpo de James Brown seguiu para o Teatro Apollo, a sua sala de concertos preferida. Foi nesse espaço, onde esteve instalada a câmara ardente, que Brown gravou um álbum ao vivo em 1962.

O funeral deverá acontecer no próximo Sábado em Augusta, a cidade onde nasceu. O controverso músico faleceu no dia de Natal aos 73 anos num hospital de Atlanta. Tornou-se famoso com músicas como “Sex Machine” e “I Feel Good”. Os admiradores de Brown deverão poder reviver os factos mais marcantes da vida do cantor e compositor muito em breve na sétima arte, já que o realizador Spike Lee assinou um contrato para rodar um filme sobre a “lenda da Soul”.